pós

Crônicas da vida do pós-graduando: Em um relacionamento sério com a pós

Se o Facebook permitisse, temos certeza que o número de pessoas que teria seu status como “em um relacionamento sério com minha pós” seria imenso.


Se o Facebook permitisse, temos certeza que o número de pessoas que teria seu status como “em um relacionamento sério com minha pós” seria imenso. Você seria uma delas? Apresentamos 5 motivos para você analisar se deve ou não reconhecer em público esse relacionamento:

  1. Ao começar a pós-graduação, você tinha certeza que teriam um compromisso sério e duradouro e se certificou de que estava pronto para entrar de cabeça nele.
  2. A convivência é tanta que vocês já adquiriram um nível avançado de intimidade, certo? Você passa o fim de semana inteiro com os trabalhos da pós? Dorme com a tese? Acorda pensando nela? Pode ter certeza que a gente sabe que você sonha com a pós às vezes, também.
  3. Quem não sabe o que você faz te olha torto quando você fala que não poderá sair pois tem um compromisso com a pós-graduação. Eles devem pensar algo como “lá vai ele(a) de novo, só quer saber daquela tal de pós.”
  4. Você sente que, independente do que aconteça, ela é a única que estará com você (além dos colegas e do orientador – principalmente) na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, no artigo aceito e no valor-p > 0,05 não significativo.
  5. Por fim, você sente que está em um relacionamento sério com sua pós quando fica tão ansioso para que o dia da defesa da tese chegue que isso se torna um dos momentos mais importantes da sua vida, tal qual um casamento. Você pode imaginar: os padrinhos são a banca. O juiz de paz é o orientador. Os convidados são as pessoas aleatórias do programa de pós graduação que vão assistir. Logo após a defesa, nasce seu filho: uma belíssima tese, de dar orgulho a qualquer pai e mãe.
  6. Bônus: depois que nasce o filho-tese, você começa a ouvir de todos os lados aquelas vozes chatas que querem saber quando vem o segundo filho: “e o pós-doutorado, quando começa?”

Se você se identificou e está mesmo em um relacionamento sério com sua pós, saiba que o Laboratório de Carreira prepara conteúdos essenciais para você lidar com essa relação.

Depois de terminar a pós no dia do casamento-defesa, o que será que aguarda você? O mercado de trabalho é um mar imenso, cheio de tubarões e – imagine – uma infinidade de outros peixes iguais a você. Como se destacar, afinal? Nos acompanhe!

Um abraço da equipe LDC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO